WHOO! ALRIGHT-YEAH… UH HUH

Se você curte sair para dançar mas não se encanta muito com o “Créu” nem com outras coqueluches Brazucas de verão, vale a pena dar uma conferida no Dj Club Bar, Alameda Franca, 241, nos Jardins. O som que rola nos três ambientes é puramente rock n’ roll em todas suas variações: um tanto de punk, um pouquinho de metal, um outro tanto de eletro, e principalmente muito indie.

Ao entrar no club, você dá de cara com um ambiente escuro e retrô, com direito a fliperama e quadros de filmes e bandas clássicas. Se você continuar em frente, dará de cara com o primeiro bar e após com contrabaixos pendurados nas paredes, e ao descer, com a pista, pequena apertada e QUENTE (em todos os sentidos). Se subir, você irá para uma espécie de lounge mal improvisada: com uma bar e muitos sofás, lugar onde dá pra conversar (ou até mesmo ter um “contato” maior) com aquela(e) que você trouxe da pista.

Os Djs (afinal esse é o DJ Club!) residentes são: Kid Vinil, Rafael Perrota e Gé Rodrigues, sendo este último o melhor. A casa tem um sistema de lista no mínimo interessante: a entrada é 15r$, mas com nome na lista cai pra r$12, e se consumidos r$ 25 ou mais, a entrada não é cobrada, só a consumação. Mas atenção: esse esquema só vale com o nome na lista.

Adendos:

O clube está de portas abertas desde 2000, já passou por várias reformas, mas na minha humilde opinião, ultimamente o público cresceu demais e creio que a pista já não comporta muito bem o público fiel e cativo da casa. Seria o caso de cogitar a possibilidade de mudar o Dj para um espaço com uma pista maior.

DJ CLUB – Alameda Franca, 241 – Jardins

Quinta: Sintonia

Sexta: Hi-Fi

Sábado: Sound

Domingo: Plug-In

Imagem retirada do site: http://www.obaoba.com.br

2 Respostas

  1. isso mesmo, melhor casa pra passar as noites nos dias atuais, pessoas, música, clima…

    discordo no quesito, preferência de DJs, prefiro o Perrota, pra mim é o melhor…

    enfim, …

    Abs

  2. De fato, o Perrota carrega mais no indie e no alternativo, ao passo que o Gé toca anos 80 em maior quantidade. Digamos que o primeiro seja ótimo para os habitués enquanto o segundo agrada as pessoas que visitam a casa pela primeira vez, mas que se torna repetitivo com o tempo.

    Obrigado pela visita.

    Abraço!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: